Quinta Manel da Gaita :: Turismo Rural

Região

Parque Natural das Serras d’Aire e Candeeiros (PNSAC)

Apenas uma pequena área do território concelhio está incluída neste parque natural. De características peculiares, o PNSAC destaca-se pela riqueza, variedade e abundância de estruturas cársicas, nomeadamente grutas, algares, dolinas e campos de lapiás. A paisagem humana, por sua vez, apresenta também aspetos singulares, particularmente os resultantes da utilização da pedra na arquitetura de pequenas construções (casas de habitação, moinhos, muros).

Grutas do Almonda

A gruta da nascente do Almonda desenvolve-se ao longo de mais de 10 km, constituindo um verdadeiro santuário da espeleologia nacional já que, no seu conjunto, representa a mais extensa rede cársica atualmente conhecida em Portugal. Compõe-se de várias ribeiras subterrâneas que dão origem à nascente do rio Almonda. No que respeita ao património cultural, destaca-se a existência de várias jazidas arqueológicas, que vão desde o Paleolítico Inferior até à época Romana. A gruta foi classificada como Imóvel de Interesse Público em 30 de novembro de 1993.

Grutas das Lapas

A 2 km da cidade, sob as casas e ruas típicas da aldeia das Lapas, concentra-se um labirinto de galerias escavado na rocha. As grutas, que deram o nome à aldeia, são um conjunto de túneis subterrâneos, classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1943. O percurso acessível é apenas parte de uma rede mais vasta que percorria quase todo o morro onde assenta a povoação.

Rio Almonda - Ribeira

Nasce na povoação com o mesmo nome. No seu percurso de 30 km atravessa os municípios de Torres Novas e da Golegã e desagua na margem direita do Tejo. Ladeado de várzeas desde praticamente a sua nascente até à foz, onde aquelas já assumem a feição de pequenas lezírias, o rio Almonda confere à paisagem do concelho um traço singular e foi, no passado, elemento determinante da economia local. 

Monumento Natural das Pegadas dos Dinossauros

A 16 km da cidade, na Serra de Aire, encontra-se a maior extensão de trilhos de pegadas de dinossáurios. A sucessão de estratos rochosos remonta a um passado de há cerca de 170 milhões de anos. Nesta jazida, encontram-se alguns dos melhores exemplos de pistas de saurópodes conhecidas a nível mundial. Esta jazida paleontológica, descoberta a 4 de julho de 1994 no local de uma antiga pedreira, contém um dos mais antigos registos mundiais de pegadas de saurópodes, cujas marcas e impressões deixadas na laje de calcário do Jurássico Médio têm idade superior a 175 milhões de anos. No “parque jurássico”, com uma área de 60 000 m2, podem observar-se várias centenas de pegadas organizadas em cerca de duas dezenas de pistas. De entre elas, pela sua grande extensão, excelente estado de conservação e espetacularidade, destaca-se uma com 147 metros de comprimento. Os trilhos são constituídos por impressões das extremidades dos membros anteriores e posteriores, refletindo nitidamente a passagem de grandes animais quadrúpedes. A jazida encontra-se classificada como Monumento Natural.

Castelo Torres Novas

Fortaleza árabe do século XII, o Castelo de Torres Novas, definitivamente conquistado em 1190 por D. Sancho I, constitui um símbolo da importância política de Torres Novas na época medieval. Circundado por uma muralha de onze torres e pela casa do alcaide (séc. XIV), o castelo possui, no interior do recinto amuralhado, um aprazível e bem cuidado jardim. Sofreu várias reconstruções, das quais sobressaem as de D. Sancho I, a de D. Fernando e a que foi feita por ocasião das comemorações dos centenários da Independência e da Restauração (1940). O ex-libris da cidade foi classificado como Monumento Nacional em 16 de junho de 1910. Um projeto de recuperação física e paisagística, com a construção de circuitos pedonais e uma área de lazer tornou o monumento e a área envolvente lugares ainda mais aprazíveis. Das torres que o circundam é possível desfrutar de excelentes vistas sobre a cidade.

Vila Cardílio

São muitos os vestígios da presença romana no atual território do concelho de Torres Novas. De entre um conjunto de cerca de 28 sítios onde foram encontrados artefactos e marcas da ocupação romana nesta região, destaque-se sobretudo as ruínas romanas de Vila Cardilio, situadas a cerca de três quilómetros de Torres Novas e postas a descoberto pelas escavações a cargo do coronel Afonso do Paço, a partir de 1962. Estas escavações permitiram descobrir um conjunto de alicerces, bases de colunas e pavimentos ornamentados com diversos padrões de “tesselas” pertencentes a uma antiga quinta romana composta por três elementos principais: entrada, peristilo e exedra. Do vasto espólio recolhido, o Museu Municipal Carlos Reis, apresenta no núcleo permanente de arqueologia designadamente na exposição «O Canto de Avita» moedas dos séc. II, III e IV d.c. cerâmicas, bronzes, vidros, ânforas, anéis e até uma estátua de Eros. Villa Cardílio foi classificada como Monumento Nacional em 24 de janeiro de 1967.

Reserva Natural do Paul do Boquilobo

Situado a cerca de 7 km da cidade, perto da confluência dos rios Almonda e Tejo, o Paul é uma zona húmida, rica em aves, em particular colónias de garças e anatídeos, e em flora, destacando-se os maciços de salgueiros, plantas aquáticas e caniçais. Este “santuário” natural, classificado como Reserva Natural desde 1980, integra, igualmente, a Rede de Reservas da Biosfera (UNESCO) e a Lista de Zonas Húmidas de Importância Internacional (Convenção de RAMSAR) desde 1981 e 1996, respetivamente.

design by João Pereira | programação web/desenvolvimento web/programação por HP